segunda-feira, 1 de setembro de 2014







Caros leitores e colaboradores,
Colocamos no espaço de nosso blog destinado a "Leituras interessantes", a situação de coberturas Vacinais, 1ª dose Hepatite B, Influenza, HPV 1 dose no 1º semestre de 2014 em todo o nosso estado, encaminhada pela Coordenação Estadual de Imunização Ana Catarina Melo
Confiram e divulguem.




Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Mãe Coruja em Agrestina - A voz do adolescente do semi-árido tem vez e voz no I Fórum Comunitário do Selo UNICEF





     


  O Programa Mãe Coruja Pernambucana de Agrestina participou do I FÓRUM COMUNITÁRIO DO SELO UNICEF EDIÇÃO 2013/2016.
A VOZ DO ADOLESCENTE NO SEMI-ÁRIDO/ EU E MEU MUNICÍPIO CRESCENDO JUNTOS. O evento foi realizado no dia 31 de julho, no mercado municipal, onde teve início com uma apresentação dos adolescentes da APAE, com a música "Conquistando o impossível",
logo após houve o pronunciamento da Presidente do Conselho de Direito da Criança e do Adolescente Sra Hesivone Souza dando boas-vindas a todos os presentes e destacando a importância desse evento para as crianças e adolescentes do município, em seguida a fala da moderadora do NUCA ( Núcleo de Cidadania dos Adolescentes) a menor Thayná, na sequência houve a apresentação da metodologia do Selo pela articuladora Sra Graças Mendes, e logo após,  o diagnóstico do município foi apresentado pelos secretários municipais, e na sequência as técnicas do Canto Mãe Coruja de Agrestina apresentaram o Programa, onde mostraram seus indicadores e a importância do Programa no município articulando junto às secretarias para melhorar as condições de vidas das crianças e de suas famílias. Em seguida houve o debate da plenária, após o debate iniciou-se formação dos grupos de trabalho dando encerramento ao evento com apresentação dos resultados e propostas levantadas pelos grupos. O Canto de Agrestina ficou feliz com sua participação no I Fórum do Selo UNICEF, pois mostrou que pode contribui e fortalecer ainda mais para as políticas públicas voltadas para as crianças, nos municípios onde o Programa está atuando, melhorando assim as condições de vida dessas famílias que se encontram em vulnerabilidade.




Matéria: Profissionais do Canto em Agrestina - Karlla e Cida
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

Secretaria de Trabalho, Qualificação e Emprego lança novos Cursos em municípios do Mãe Coruja



A STQE informa que durante a semana de 25 a 29/08/14 estarão abertas inscrições para diversos cursos do Programa Novos Talentos, oferecidos nos seguintes municípios que abrangem o Programa Mãe Coruja Pernambucana:
- Ouricuri:
Curso: Auxiliar Administrativo (SENAC):
Carga horária: 240h;
Número de vagas: 25 (noite).
Inscrição: 25 a 29/08/14
Matrícula: 09 a 10/09/14 (Local: Secretaria de Desenvolvimento Social. Rua Fábio Lins, s/n. Centro).
Previsão de início das aulas: 16/09/14 (Local: Faculdade Felipe Coelho. Estrada Vicinal, Açude Tamboril).

Curso: Recepcionista (SENAC):
Carga horária: 240h;
Número de vagas: 25 (noite).
Inscrição: 25 a 29/08/14
Matrícula: 09 a 10/09/14 (Local: Secretaria de Desenvolvimento Social. Rua Fábio Lins, s/n. Centro).
Previsão de início das aulas: 16/09/14 (Local: Faculdade Felipe Coelho. Estrada Vicinal, Açude Tamboril).

- Santa Cruz da Baixa Verde:
Curso: Agente de Informações Turísticas (SENAC):
Carga horária: 160h
Número de vagas: 30 (noite);
Inscrição: 25 a 29/08/14
Matrícula: 09 a 10/09/14 (Local: Secretaria de Educação Santa Cruz da Baixa Verde).
Previsão de início das aulas: 17/09/14 (Local: Escola Otacílio Carlos de Alencar. Rua Antônio Inácio, nº 80, Centro).

Curso: Operador de Computador (SENAC):
Carga horária: 160h
Número de vagas: 20 (noite);
Inscrição: 25 a 29/08/14
Matrícula: 09 a 10/09/14 (Local: Secretaria de Educação Santa Cruz da Baixa Verde).
Previsão de início das aulas: 17/09/14 (Local: Escola Otacílio Carlos de Alencar. Rua Antônio Inácio, nº 80, Centro).

- Serra Talhada:
Curso: Organização de Eventos (SENAC):
Carga horária: 180h;
Número de vagas: 25 (noite);
Inscrição: 25 a 29/08/14;
Matrícula: 09 a 10/09/14 (Local: Posto Avançado Serra Talhada. Praça Barão do Pajeú, nº 911. Centro);
Previsão de início das aulas: 16/09/14 (Local: EREM Professor Adauto Carvalho. Av. João Gomes de Lucena, nº 3054. São Cristovão).

As inscrições e demais informações sobre os cursos se encontram no site da STQE (www.stqe.pe.gov.br), e devem ser realizadas no horário das 8h do primeiro dia às 14h do último dia de inscrição, através do link http://sistemas.stqe.pe.gov.br/inscricao.
Após inscrição em qualquer um dos Projetos, o candidato (que deve possuir idade mínima de 18 anos) deverá comparecer para realização de matrícula, conforme informado no momento de sua inscrição, e portando originais e cópias dos seguintes documentos:
 - Protocolo de Confirmação de Cadastro emitido após a inscrição on-line;
- RG;
- CPF;
- Comprovante de Residência;
- Comprovante de Escolaridade;
- Declaração de Baixa Renda, a ser preenchida de próprio punho no ato da matrícula.

 Obs.: Para os cursos de Aperfeiçoamento, com carga horária inferior a 160h, os alunos deverão comprovar ou assinar declaração que possui experiência na área do curso no momento da matrícula.

 Matéria : Maíra Carla Cordeiro Ferreira 
Técnica Apoio Agências 
Secretaria de Trabalho, Qualificação e Emprego 
Governo do Estado de Pernambuco 
(81)3183-7043

terça-feira, 26 de agosto de 2014


Mãe Coruja do Ipojuca debate a importância do Aleitamento Materno



             A programação esclareceu dúvidas das gestantes e futuras mamães do município

         A sede do Ninho Mãe Coruja Ipojuca recebeu, nesta terça-feira (12), a palestra sobre Aleitamento Materno. Mães e gestantes atentas participaram da programação conduzida pela coordenadora de Saúde da Criança e Adolescente da Secretaria Municipal de Saúde, enfermeira Amanda Acioli. O tema foi escolhido em alusão a Semana Mundial de Aleitamento Materno, comemorada de 01 a 07.08. A abertura contou com apresentação de vídeo com relatos de profissionais da área, mães e companheiros.

       A coordenadora executiva do Mãe Coruja em Ipojuca, Paola Maia agradeceu o apoio da pasta da Saúde e reforçou ao público presente a importância do debate. “Cada gestação é diferente e por isso, sempre teremos dúvidas. Aqui passamos as experiências das mães que amamentaram seus bebês, algumas por mais de seis meses”, destacou a gestora.

  “A programação é uma oportunidade para esclarecer os mitos e tirar dúvidas das atuais e futuras mamães. Reforçamos a Lei 11.108/ 2005 que permite a gestante o acompanhamento no parto de uma pessoa indicada, na maioria das vezes é o companheiro, mas em algumas maternidades, isso não é permitido”, destacou Amanda Acioli. A operadora de máquina, Rosângela Maria, de 27 anos, grávida de sete meses de Maria Helena, estava empolgada com o evento. “Tenho várias perguntas e pretendo amamentar minha pequena até os seis meses, mesmo retornando ao trabalho após a licença maternidade”, disse a futura mamãe.

    Entre os pontos abordados na palestra, dicas de boa alimentação e não fumar e orientações para manter o bebê sempre bem alimentado através do leite materno.








Matéria: Danilo Luiz / Ipojuca 
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

Mãe Coruja em Maraial realiza Semana da Amamentação





       Durante este mês de agosto, do dia 04 ao dia 08, realizamos atividades relacionadas à semana mundial  da amamentação. Neste período tivemos diversas  atividades voltadas à  esta data tão importante para nosso público, onde  contamos com a presença de psicólogas, enfermeiros e psicopedagogos.      
     Também foi realizada a primeira palestra dos professores dos Círculos de Educação e Cultura ministrada por Luciene Maria, Eliane Elói, José Aparecido e os técnicos Quitéria Freitas e Rômulo Patrício.
    Estivemos presentes em todos os momentos nos dois turnos, onde foi bastante proveitoso para todos os envolvidos nestes eventos.

















 Matéria:  Profissionais do Mãe Coruja  em Maraial 
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Lançamento do II Espaço Mãe Coruja Recife






    No último dia 07 de Agosto, foi inaugurado o II Espaço Mãe Coruja Recife com a presença do Prefeito da Cidade do Recife, Geraldo Julio; o Vice-Prefeito, Luciano Siqueira; o Secretário de Saúde, Jaílson Correia e a Gerente do Programa, Mirtes Araujo.

    O Espaço Mãe Coruja - Santo Amaro já está em funcionamento realizando o acolhimento e cadastramento das gestantes residentes no bairro de Santo Amaro que serão acompanhadas durante toda gestação, parto, pós-parto e a criança do nascimento até os 5 anos de idade.

    As gestantes são recebidas no Espaço, localizado na Policlínica Waldemar de Oliveira (Rua Marquês de Pombal, nº 115 - Santo Amaro), por uma equipe formada por 02 Assistentes Sociais e 01 Enfermeira de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

A estimativa é que 451 gestantes e crianças/ano sejam cadastradas e acompanhadas mensalmente pelo Programa no Espaço Mãe Coruja – Santo Amaro.





Matéria:Germana Suassuna
Programa Mãe Coruja Recife
Secretaria de Saúde



Revisão:Setor de Comunicação e arte do Programa Mãe coruja Pernambucana




sexta-feira, 22 de agosto de 2014

 O blog do  Mãe Coruja Pernambucana publicará nesta edição algumas mensagens de pesar e solidariedade enviadas por àqueles que  fazem este Programa, como também de entidades e de admiradores, diante do ocorrido com o Ex governador de Pernambuco Eduardo Henrique Accioly Campos



              Programa Mãe Coruja Pernambucana 

   Nós que fazemos o Programa Mãe Coruja Pernambucana, gostaríamos de expressar  o nosso sentimento de pesar pela ida precoce, inesperada e inexplicável do ex governador de Pernambuco Eduardo Henrique Accioly Campos, assim como de enfatizar o nosso reconhecimento pelo que ele foi como  homem público probo, como filho, irmão, esposo, pai e amigo amoroso, fiel e zeloso. Ao mesmo tempo, queremos também transmitir a sua mãe e irmão, a esposa Renata Campos, seus filhos, familiares e amigos, os nossos desejos mais sinceros na busca da superação da dor bruscamente instalada. 



 Mãe Coruja - Araçoiaba
      É com um enorme pesar e com o coração apertado que os profissionais dos Círculos de Educação e Cultura e do Canto Mãe Coruja de Araçoiaba expressam suas condolências a família do nosso querido Eduardo Campos, que partiu em um momento inesperado e de tantas esperanças para todos aqueles que o admirava e que acreditava no seu trabalho e nos seus ideais. É de fato um momento difícil e doloroso onde as palavras faltam diante de tamanha fatalidade. Gostaríamos de expressar ainda nosso carinho, admiração, respeito e gratidão por tudo aquilo que ele sempre se empenhou em fazer em prol ao povo pernambucano. Foi-se um líder que deixou marcas positivas na vida de muita gente dentre elas cada mãe e criança atendida pelo Programa Mãe Coruja e é também em nome delas que deixamos nosso sincero abraço, pois a tristeza, gratidão e saudade são sentimentos comuns a todos nós no momento.         Que os cuidados de Deus possam ser constantes na vida da família confortando-os, fortalecendo-os e os enchendo de graça.

Ailane, Fátima, Valdete, Jonas, Milena e Raimunda




Por Mãe Coruja Quipapa

Aos Familiares

     Nossa homenagem a Eduardo Campos, que sempre será lembrado com muita honra e gratidão. Nos que fazemos parte do Canto Mãe Coruja de Quipapá, expressamos com grande pesar, nossos sentimentos de grande tristeza. Em sua homenagem, dedicaremos nosso empenho em cada ação realizada, em cada criança, em cada gestante que faz parte deste lindo Programa, que foi criado com tanta dedicação por Eduardo e sua equipe. Pedimos a Deus, o conforto aos familiares e a todos nós que estamos sentindo tão grande perda.
Diana e Edivanilda
Técnicas do Canto Mãe Coruja Quipapa


Por Coordenação regional da Mata Sul do Mãe Coruja, III regional

Caras (os) Colegas
Com imensa tristeza externo a todos os meus sentimentos ...fiquei e ainda estou sem chão......., mas temos que ser fortes para continuarmos levando a todos os brasileiros e brasileiras , a quem o nosso ex Governador sempre se referia com carinho, o cuidado, a proteção, a prevenção, enfim ...vamos continuar nosso trabalho com dignidade em prol da vida ...., vamos colher os frutos que Eduardo Campos plantou........

bjos no coração de todos
Jozelma Maria
Coord. Técnica Regional






Membros da Rede Nacional Primeira Infância lamentam morte de Eduardo Campos

     AGOSTO 14, 2014
           A morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (49),  nesta quarta-feira (13),  causou comoção dos Membros da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI)  que publicam manifestações de pesar.
A RNPI enviou um telegrama a família de Eduardo Campos e uma coroa de flores com os dizeres “ No silêncio da PAZ, nosso abraço . No texto, pedido de força para superar a dor. “Compartilhamos a imensa dor e desejamos muita força espiritual para que vocês possam suportar e vencer esse momento”.
Eduardo Campos era pai de cinco: Maria Eduarda, João, Pedro, José Henrique e o mais novo, Miguel, nascido em janeiro deste ano – era casado com a auditora do Tribunal de Contas do Estado, Renata de Andrade Lima Campos, de 47 anos.
Informações: Ascom RNPI
Secretaria Executiva da Rede Nacional Primeira Infância Ifan - Instituto da Infância

Rede Primeira Infância de Pernambuco

"A Rede Primeira Infância de Pernambuco manifesta o seu pesar e se solidariza com a dor das crianças, esposa, familiares e cidadãos pernambucanos. Fique em paz Eduardo."


André Parreira da diocese de São João del-Rei-MG
A família de um presidenciável: lições de generosidade e fé
Discreta em virtude da atividade política de seu pai, essa família vem, agora, ao conhecimento de toda a nação e mostra que ser numerosa é algo possível também no mundo de hoje, quando amparada pela fé.


Por André Parreira da diocese de São João del-Rei-MG


SãO PAULO, 19 de Agosto de 2014 (Zenit.org) - Muitas lições podemos tirar da uma tragédia como a que ocorreu com o presidenciável Eduardo Campos e sua equipe. Mas, quero apenas comentar e agradecer à esta família pelo belo exemplo que deram ao povo brasileiro. Discreta em virtude da atividade política de seu pai, essa família vem, agora, ao conhecimento de toda a nação e mostra que ser numerosa é algo possível também no mundo de hoje, quando amparada pela fé.

À medida que as imagens exibiam a família logo após o desastre, muitas pessoas se mostravam admiradas positivamente e se comoviam pelo fato de terem 5 filhos. Mas não é só isso, também o exemplo de fé me chama a atenção.

Numa sociedade onde se casar jovem parece ser coisa de gente sem instrução e sem perspectivas, Eduardo e Renata mostram o contrário, em sintonia com a Igreja que vê o contínuo adiamento do casamento como um estilo de vida que desvaloriza a dimensão humana, com desastrosas consequências para a família[1] . Se casaram ainda jovens para construírem uma vida juntos, o que tem mais profundidade de se apenas juntarem duas vidas já construídas. 

A abertura à vida foi nítida, mesmo numa sociedade onde parece que somente tem muitos filhos quem não sabe evitá-los. O Papa Francisco, há dois meses, criticou a cultura do bem-estar que faz pensar ser melhor não ter filhos para poder ter uma casa de campo e ficar tranquilo e até disse que há quem troque ter filhos por ter cachorrinhos e gatos. Assim, muitos casais que criam barreiras e colocam em patamar superior aos filhos a carreira, o patrimônio, seus títulos acadêmicos ou simplesmente as noites de sono. 

A família Campos faz parte de uma minoria no mundo atual. Os pais foram generosos. E a generosidade não se refere apenas à questão financeira, mas também a repartir o tempo, os finais de semana, as noites de sono e a abrir mão de tantas outras coisas em favor de se colaborar com Deus na obra da criação. No caminho inverso, hoje, criam-se tantas necessidades, frutos da mentalidade consumista que levam à conclusão que não se é possível mais ter filhos

E com 23 anos de matrimônio receberam com alegria o quinto filho. Este, nascido em janeiro de 2014, diagnosticado no ventre com síndrome de Down, foi acolhido com a expressão de um de seus irmãos, reforçada pelo seu pai no Facebook: “Como disse seu irmão, você chegou na família certa! Agora, todos nós vamos crescer com muito amor, sempre ao seu lado”. E acrescentou sobre o nome escolhido para o menino: "Tem o nome do bisavô e de São Miguel Arcanjo. Seu significado em hebraico ("Quem será como Deus?"), lembra da nossa humildade diante do Senhor."


Nestes dias de sofrimento, à espera do cadáver de seu pai, a família se amparou também na fé. Duas missas foram celebradas em sua casa, além da missa de corpo presente com uma multidão no dia de seu enterro. E mesmo na dor, como certeza de fé e em um momento no qual muitos católicos diriam "não ter cabeça para isso", a mãe Renata fez questão que seu filho de oito anos fizesse a primeira Eucaristia. Isso com o apoio espiritual de um sacerdote que já era conhecido da família e há tempos os atendia em confissões e aconselhamentos. 

Eduardo usava medalhas que expressavam sua fé e que foram encontradas nos escombros do acidente. Ainda que com alguma mesclagem de superstição (um trevo de quatro folhas no meio das medalhas), predominavam imagens de Nossa Senhora e de São Francisco. Simplicidade franciscana refletida no seu túmulo, em uma área popular do cemitério.

Reforço que não faço julgamento de sua eficiência como político, profissional ou qualquer outro panorama que não seja a simples reflexão de ver nesta família um contraponto à cultura predominante. Quero apenas refletir que viver em uma bela família é possível para todos, seja qual for a classe social ou a profissão. O projeto de Deus é para todos e, na fé, ele se concretiza.

Também agradeço a este casal, Eduardo e Renata, que fortalece o coro do qual fazemos parte minha esposa e eu. Não são raras as vezes que comentários e olhares nos fazem parecer ter vindo de outro planeta por termos seis filhos (por enquanto) e buscarmos educá-los na fé católica e na simplicidade! Até mesmo pessoas próximas e de "fé" não conseguem disfarçar o espanto sempre que comunicamos, com alegria, mais uma gravidez. Influenciadas por uma cultura que tem medo dos filhos, ainda não abriram os olhos para a beleza de se dizer sim ao chamado de Deus para serem generosos cooperadores Dele na criação da vida. 

André Parreira (alparreira@gmail.com), da diocese de São João del-Rei-MG, é autor de livros sobre a preparação para o Matrimônio e responsável no Brasil pelo DVD "Sim, Aceito!", lançado em parceria com a Pastoral Familiar da CNBB. Empresário, casado e pai de 6 filhos, colabora na formação de jovens e casais e é colunista colaborador de ZENIT.





Setor de Comunicação e arte do Programa Mãe coruja Pernambucana

Mãe Coruja em parceria com o NASF e USF de São Vicente Ferrer promoveu palestras sobre a importância do aleitamento materno

Em vivência da semana de aleitamento materno, o Programa Mãe Coruja, juntamente com o NASF de São Vicente Férrer, promoveu palestras com gestantes e mães acompanhadas pelas USFs do município onde foi discutido a importância do aleitamento materno, contando assim com a participação de mães que questionaram sobre a contribuição nutricional do aleitamento para o desenvolvimento dos seus bebês, bem como reconheceram que é pelo ato de amamentar que vínculos afetivos são fortalecidos e favorecidos.
A ação aconteceu nas 06 unidades de saúde da família e conseguiu reunir um número considerável de pessoas das comunidades, reforçando assim a contribuição do Programa Mãe Coruja no município que objetiva, dentre outros, articular os serviços de saúde para um atendimento de qualidade para os seus usuários.



 Matéria: Gerard Silva e Sandra Karla, Profissionais do Mãe Coruja Vicentina. 
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernmabucana