quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Canhotinho - Mãe Coruja participa do aniversário da cidade




       No dia 26 de setembro de 2014, foi realizada no municipio de Canhotinho uma ação social com objetivo da comemoração do aniversario da cidade. Nesse momento as diversas secretarias do municipio puderam expor em seus estandes matérias que representava o tema em foco da ação social que foi “LEITURA”.

    Houve aferição da pressão arterial, barraca de frutas, escovação de dentes, teste glicêmico, rodas de leitura com crianças, peças teatrais, entre outaras atividades.
       O Mãe Coruja participou desse momento levando o Almanaque da Família, propondo leitura de pequenos trechos para população.
 
 
 
 
 


Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Canhotinho
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana






 

Mãe Coruja promove roda de conversa com os pais na Vila de Couro D’Antas em Riacho das Almas




     No dia 12 de setembro de 2014, o Mãe Coruja realizou  roda de conversa com o tema “SER PAI CORUJA É ...”, na Igreja de Nossa Senhora Aparecida, na Vila de Couro D’Antas, no município de Riacho das Almas, abordando a importância do envolvimento paterno no desenvolvimento intelectual, emocional e social das crianças. O palestrante foi o Sr. Manoel Ferreira de Lima (Nino), líder comunitário e assessor da Colônia de Pescadores, houve a participação de 10 pais, onde foi apresentado o vídeo “A CARTA”. O pai José Reginaldo desabafou:



“Eu não dou muita atenção ao meu filho, nos momentos de lazer prefiro estar com os amigos nos bares e praças, mas agora, após ter assistido esse vídeo, vou dar mais atenção ao meu filho.”
 
Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Riacho das Almas
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja
Pernambucana

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Municípios onde o Programa Mãe Coruja está implantado priorizam o desenvolvimento da criança






Nota aos leitores e colaboradores


   
     O Programa Mãe Coruja Pernambucana tem o objetivo de reduzir a mortalidade materna e infantil através de ações estratégicas articuladas e intersetoriais dos eixos de saúde, educação e desenvolvimento social, cuidando de forma ampla da mulher e das crianças; fortalecendo os vínculos afetivos; promovendo uma gestação saudável; e garantindo às crianças nascidas no território pernambucano o direito a um nascimento e desenvolvimento saudável e harmonioso.
     Despertar a necessidade da construção de políticas que contemplem o desenvolvimento da criança de 0 a 5 anos se faz urgente. Estudos da neurociência, sinalizam que é neste período que a criança desenvolve de forma saudável, quando trabalhado sua formação 
neurológica  corretamente, a sua coordenação motora, sua capacidade de se relacionar com o mundo e com outro, seu comportamento afetivo, sua capacidade de absorver e realizar tarefas e problemas. Desta forma, a certeza de uma geração de adultos, resolutivos, participativos, solidários, afetuosos, livres e sem medo. 
      Neste sentido, os 103 municípios onde o Mãe Coruja está implantado e os 2 em que o estado compartilha assessoria técnica, Ipojuca e Recife, vem trabalhando o desenvolvimento da criança nesta faixa etária através dos seus Cantos, Ninhos, Espaços, Círculos de Educação e Cultura, além do Programa em parceria com os municípios, abordar e construir este desenvolvimento da criança junto aos profissionais do CRAS, PSF, NASF ,  da sociedade civil como os Conselhos Tutelares, igrejas, entre outros espaços.
    O Mãe Coruja tem trabalhado este ano, principalmente  pela Secretaria de Educação do Estado, através dos Círculos de Educação e Cultura, módulos contemplando este assunto. O do desenvolvimento da criança. O módulo criança é um deles, onde foi e está sendo trabalhado temas como " Mamãe, brincadeira é coisa séria! Buscando fazer com que a família tenha o entendimento da importância do brincar e do brinquedo na formação da criança. Outro tema como, "Ser pai é..." onde é trabalhada a figura paterna como sendo imprescindível na construção do vínculo afetivo com a criança e a  família, também vem sendo incluído e vivenciado.
    Outubro por ser o mês em que a criança é mais homenageada, o nosso blog estará publicando matérias de municípios onde todos poderão perceber este movimento em direção a garantia dos direitos da criança, entre eles, o direito do brincar como sendo meios imprescindíveis em direção a uma geração de Pernambucanas e Pernambucanos saudáveis.


 Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe coruja Pernambucana



                                          Sanharó
 
  Mãe Coruja em Sanharó participa da comemoração do dia da criança em creche da cidade

 
 



        Em 10 de outubro de 2014, aconteceu em Sanharó a Semana da Criança com as 171 crianças da Creche Escola Municipal Professora Nilza Leite Avelino no Bairro da Padre Noval, os profissionais da escola, bem como dos Círculos de Educação e Cultura  e Canto Mãe Coruja. Foi um momento onde crianças, educadores e equipe do Programa Mãe Coruja puderam vivenciar juntos momentos lúdicos e de integração, dentre as atividades: brincadeiras, palhaços, música, jogos e recreação um dia de muita diversão. Como aponta REDIN (2000), "o lúdico é a mediação universal para o desenvolvimento e a construção de todas as habilidades humanas. De todos os elementos, do brincar, este é o mais importante: O que a criança faz e com quem determina a importância ou não do brincar. A brincadeira vai desde a prática livre e espontânea, até como uma atividade dirigida, com normas e regras estabelecidas que tem o objetivo de chegar a uma finalidade. Os jogos podem desenvolver a capacidade de raciocínio lógico, bem como o desenvolvimento físico, motor social e cognitivo".
 

Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Sanharó
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja
Pernambucana
 
 
  
 
 
                                                              Recife

 
                                   Dia das crianças Mãe Coruja Recife

 
 
 
 
 
 
     Na última sexta-feira, 17/10/2014, às 14h no Espaço Mãe Coruja Recife- Água Fria, localizado na Policlínica Salomão Kelner, aconteceu o 1º Encontro de Crianças cadastradas no Programa Mãe Coruja Recife em comemoração ao mês das Crianças.
A Festa das Crianças do Programa Mãe Coruja Recife contou com um "Shantalaço", ou seja, as mães foram orientadas, por uma facilitadora em massagem para bebês- Shantala, do Núcleo de Apoio em Práticas Integrativas-NAPI do Distrito Sanitário II, a realizarem massagem em seus bebês durante o evento. Foram sensibilizadas a reproduzir, em casa, a vivência com vistas a ampliação do vínculo entre mãe e filho(a)
Para os irmãos e irmãs dos bebês cadastrados no Programa, houve uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação, através do Programa de Apoio à Primeira Infância- PAPI, que montou uma " Brinquedoteca", onde as crianças foram estimuladas a construir seus próprios brinquedos, com materiais recicláveis.
Também teve como atividade a "Contação de Histórias" , uma maneira de estimular a leitura e atenção das crianças. Outra profissional do NAPI foi a facilitadora desse momento.
Estiveram presentes, em média, 170 pessoas no Evento, sendo 67 bebês cadastrados no Programa, irmãos e suas mães.


Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Recife
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja
Pernambucana





                              Santa Maria da Boa Vista

                 Dia do Conto: Ressignificando Sentimentos e Despertando     um                                    Mundo Cheio de Fantasias




    O Canto Mãe Coruja da cidade de Santa Maria da Boa Vista, realizou nesta semana atividades com crianças sobre os contos e pinturas. Para a efetivação da atividade foram utilizados espaços como o próprio Canto Mãe Coruja, Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, PSF e apoio de outros profissionais da rede sócio assistencial. Ao ser planejado o roteiro, utilizamos o entendimento de que toda criança passa pela fase em que gostam de utilizar fantasias, brincar com situações imaginárias.

     Como é gostoso trabalhar esse imaginário sabendo que inicia-se com “Era uma vez...” e termina sempre com “viveram felizes para sempre”. A própria literatura nos mostra que essa idéia cria uma esperança de que as coisas na vida podem dar certo e elas podem ter sucesso em suas dificuldades.

    Quem de nós não gosta de recordar esses maravilhosos momentos de imaginação contidos nos contos? Gabriotti (2009) afirma que os contos de fadas ajudam as crianças a lidar com sentimentos causadores de dificuldades do seu dia a dia, como: rivalidade entre irmãos, inveja, medo, relação com os pais, inferioridade, vingança, etc. De acordo com a mesma:
"Como na vida, nos contos de fadas, o medo gerado por uma punição é fator limitador de crimes, por essa razão é que nas histórias, as pessoas 
más sempre perdem, tornando o herói ou a heroína mais atraente para criança. As crianças se identificam com a coragem do príncipe, a sabedoria do rei, a fragilidade da princesa e a maldade da bruxa. Todos nós temos estas características em diversas situações de nossa vida. Uma história prende a atenção, desperta a curiosidade, a imaginação e a criatividade, promove o enriquecimento na vida interior da criança, auxiliando-a a entender melhor as suas emoções. Assim como nas brincadeiras, as fantasias e os contos de fadas têm um papel importante no seu desenvolvimento emocional."
     Assim como a referida autora, muitos outros estudiosos defendem a idéia de que os contos devem estar presentes nas atividades que envolvam crianças para que em interação com as demais passem a construir sua fantasia, utilizando o máximo da sua imaginação e estimulando o hábito pela leitura.



Matéria: Profissional do Canto Mãe Coruja em Santa Maria da Boa Vista-PE - Girlândia César dos Santos
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana  





                                              Orocó

                                           Semana da criança em Orocó


        “É no brincar e talvez apenas no brincar que a criança estabelece “Sua liberdade de criação.”
      (WINNICOTT, 1975, p.79)







             O Programa Mãe Coruja em Orocó, realizou no período de 07 a 14 de Outubro do corrente ano a semana da criança.
Durante esta semana houve vários momentos nas diversas localidades do município, iniciando no PACS Casa Nova, Assentamento Alegre, Fazenda Vitorino (área Quilombola), projeto Brígida e finalizando na sede do município.
           O evento contou com a participação de mães, crianças, profissionais do canto, CEC e das USF. Em todos os momentos foram realizados jogos, brincadeiras, leitura de histórias infantis, oficinas de pintura e teatros de fantoches, além de rodas de conversa buscando sensibilizar as mães presentes sobre a importância das atividades lúdicas no crescimento e desenvolvimento de seus filhos, pois a atual geração de crianças cresce sem serem incentivadas a brincar, uma vez que os jogos e as brincadeiras estimulam à autonomia, a independência, a inteligência, as habilidades, propiciam descobertas, ajudam a superar as dificuldades e aliviam tensões.
        O evento teve apoio das secretarias do município como: Secretaria de Ação social, através do CRAS, Secretaria de Agricultura, Secretaria de Saúde, Secretaria de Administração e F
inanças.




          






Matéria; Profissionais do Mãe Coruja em Orocó
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana
  

 

 


Mãe Coruja Recife promove discussões sobre parto humanizado




                  

     Com o objetivo de discutir o modelo de atenção ao parto e nascimento, no Brasil, as boas práticas e evidências na atenção à gestação, ao parto, ao nascimento e cuidados imediatos com o bebê o Programa Mãe Coruja Recife e as Coordenações de Políticas de Saúde da Mulher e da Criança estão realizando encontros para exibição, reflexão e discussão de um documentário sobre parto e nascimento.

     O primeiro aconteceu na última terça-feira, dia 14 de Outubro, às 14h, no Museu do Paço do Frevo, onde estiveram presentes representantes do Mãe Coruja Recife, Coordenação de Políticas de Saúde da Criança, profissionais das Unidades de Saúde da Família de Santo Amaro (Distrito Sanitário I) e Doulas da Maternidade Bandeira Filho.

     Acontecerão mais oito encontros ao longo dos meses de Outubro, Novembro e Dezembro no mesmo local, tendo sempre como público-alvo os profissionais das Unidades de Saúde da Família dos Distritos Sanitários I e II das equipes vinculadas ao Programa Mãe Coruja e as Doulas das três maternidades municipais do Recife.

   Cada evento terá, em média, 30 participantes, e espera-se atingir um quantitativo de 270 profissionais da rede de saúde envolvidos nessa proposta.

PRÓXIMAS DATAS:  04/11; 11/11; 18/11; 25/11; 02/12; 09/12; 16/12
HORÁRIO: 14h (TERÇAS-FEIRAS)

LOCAL: PAÇO DO FREVO (PRAÇA DO ARSENAL, RUA DA GUIA, SN)

Revisão: Setor de Comunicação e arte do Mãe Coruja Pernambucana

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Condado - Mãe Coruja em parceria com CRAS e NASF promove roda de conversa incentivando uma boa alimentação e a importância dos vínculos familiares



      Realizou-se em 30/09/2014, no Canto Mãe Coruja em Condado – PE, uma roda de conversa com a presença  de uma  nutricionista  do NASF, que proferiu uma palestra  com o tema “Alimentação saudável para a gestante e para o bebê até 06 meses”. Também abordando outro assunto de grande importância com  este público, uma psicóloga do CRAS, abordou o  tema “Acolhimento Familiar".
  Como forma de incentivo a uma boa alimentação, foi oferecido um café da manhã com uma mesa de frutas.
   Esta é uma ação do Programa Mãe Coruja Pernambucana em Condado através de seus profissionais do Canto e dos Círculos de Educação e Cultura. Ressaltando a grande parceria  do NASF e CRAS com o objetivo de levar as nossas Mães Corujas momentos de informações, esclarecimentos e de tirar  dúvidas para que elas tenham pra elas, e deem aos seus filhos uma saúde com qualidade melhor.


Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Condado
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

Mãe Coruja em Stª Mª da Boa Vista trabalha tema "Ser pai é..."


SER PAI CORUJA É...


É se entregar...
É ter alguém para se espelhar
É se comprometer.
É ter alguém para ensinar.
Ser Pai não se aprende nos livros
Ser Pai não é teoria, é prática.
É presença na vida e lembrança na morte
É exemplo a se seguir, é experiência...


     Para a chegada do módulo III do Círculo de Educação e Cultura o  Mãe Coruja  em Santa Maria da Boa Vista, através de seus profissionais do Canto e dos Círculos, em parceria com o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) promoveu e convidou os pais e responsáveis pelas crianças para participarem de um encontro de Pais. O mesmo foi realizado no SCFV, às 18h30, com um público de aproximadamente 100 pessoas entre pais, professores e coordenadores. Ressalta-se que o momento foi marcado com grande participação e interação entre as famílias.
     Para abrilhantar o evento, foi executada uma dinâmica com bolas, imaginando que este seria seu filho, onde demonstraram carinho, cuidado e proteção. Após atividade houve discussão, refletindo de que forma temos cuidado e protegido nossos filhos. Em seguida foi ilustrado em forma de slides alguns tipos de pais. Pais Desajustados e Pais Sábios.
    Dentre os pais desajustados, aclaramos: Pais Rejeitadores, Pais Violentos e Perversos; Pais Ignorantes; Pais Liberais; Pais Omissos. Na ocasião, houve risos, exemplos com histórias e manifestação dos pais trazendo suas experiências e aconselhamentos. 
    Já na apresentação de pais sábios, mostramos a influência positiva do pai na vida do filho abordando as questões de limites para as crianças, trazendo a responsabilidade dos pais na educação. Pois, pais sábios são aqueles que exercem autoridade na vida dos filhos. São aqueles que sabem estabelecer limites. São aqueles que sabem dizer NÃO e SIM. São aqueles que expressam AMOR, CARINHO, AMIZADE. 
   Após explanação foi exibido um vídeo de reflexão: “O Impacto de um Pai na vida do filho”... Momento marcante onde houve demonstração de sentimentos e maior responsabilidade como a figura de pai. 

    Para encerramento, a dirigente do evento, a profissional do Mãe Coruja, lembrou aos pais que:

     Mesmo diante das dificuldades, lembrem-se que o seu valor é grande.... E muito excede ao de finas jóias. Sejamos os pais que fazem bem, e não mal, todos os dias da sua vida. Pois, somos o bom e suave perfume de Cristo... FELIZ CAMINHADA COMO PAI.
    Assim, o evento foi concluído com sorteios de brindes promovidos pelo SVFV e distribuição de um delicioso lanche.

Obrigado Pai por ser o exemplo
Obrigado Pai por ser a imagem
Obrigado Pai por ser presença
Obrigado Pai pela Viagem
Que fizemos nessa imensa jornada da vida
Na qual fomos companheiros, aventureiros
Às vezes desordeiros, mas nunca, nunca
Deixamos de ser Filho(a) e Pai.
(Luis Alves)


Matéria: Profissional do Canto  Mãe Coruja em Santa Maria da Boa Vista-Silvana de Alencar Santos
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

Mãe Coruja em Itapetim tem movimento intenso neste mês de outubro

                                                    Itapetim 

    Aulão dos Círculos de Educação e Cultura  com o tema: “Ser Pai Coruja é…”


                   

        Profissionais dos Círculos de Educação e Cultura do Programa Mãe Coruja em Itapetim, realizaram um aulão de abertura do Módulo III com o eixo integrador Família, tendo como tema: "Ser Pai Coruja é…".
     O evento aconteceu na Associação do Sítio Serrinha, tivemos como parceiros, Secretária de Agricultura , Associados, Conselheiro Tutelar, educandas e moradores da comunidade. No momento, apresentou-se através de dinâmicas, palestras e rodas de conversas, a importância da figura paterna na vida da criança, fortalecendo os vínculos afetivos entre pai e filhos, contribuindo para um desenvolvimento  e crescimento saudável. Houve interação e reflexão de todos que a “Família é o nosso bem maior.”



                                                           Educandas dos Círculos de Educação e Cultura no Município de Itapetim participam da palestra sobre "Outubro Rosa"




    No dia 13 de outubro, a Secretaria de Saúde, NASF e Círculos de Educação e Cultura do Mãe Coruja em Itapetim, realizaram uma palestra abordando os seguintes temas: “Câncer de Mama, Colo de útero e Obesidade infantil,” tendo como objetivo conscientizar as mulheres da importância da realização de exames preventivos.”Tivemos como palestrantes a enfermeira Jordânia do PSF do Sítio Gameleira e a nutricionista do NASF, Edilaine.
   Os CECs, trabalhando o eixo integrador Saúde e tendo como eixo temático Tratamento Preventivo, enfatiza neste mês o Câncer de mama e colo uterino.

Só depende de você…coloca a tua mão para trabalhar, a prevenção é o melhor caminho.”






































Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Itapetim
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

Festa do Bebê anima Ipojuca





        O Programa Mãe Coruja do Ipojuca promoveu na tarde desta quarta-feira (15), a Festa do Bebê. A programação atraiu mães e pais corujas que levaram seus bebês e crianças ao Ninho Sede, localizado na Avenida Francisco Alves de Souza, 270.

     O divertimento contou com várias atividades recreativas, espaço para leitura e fotos, pula-pula e ainda uma pequena caminhada com os Mascotes da Secretaria de Turismo e Cultura. O papai coruja, Elton Cardoso e a esposa Daniele Cristiane, levaram a pequena Eloise, de oito meses, para Festa do Bebê. “Estamos adorando a ação, os bebês estão curtindo todas as brincadeiras, o Mãe Coruja do Ipojuca está de parabéns pela iniciativa”, destacou Cardoso.

     Ainda em comemoração ao mês da garotada, O Programa realiza mais uma ação da Estação Criança ano II. O evento acontece neste domingo (19), em Ipojuca-Sede e no dia 25, em Nossa Senhora do Ò. Todas as atividades são gratuitas, a partir das 14h e se estenderão até às 20h.
     O divertimento contou com várias atividades recreativas, espaço para leitura e fotos, pula-pula e ainda uma pequena caminhada em comemoração ao mês das Crianças.




Matéria :  Ivan Nascimento/Prefeitura do Ipojuca
(81) 3551.1156 | 1147 | 1296 - Ramal: 205
Ceça Britto - Secretária de Imprensa e Comunicação: 9269.8486
Christiane Huggins - Diretora de Jornalismo: 9299.7986 / 9106.1098
Tádzio Estevam - Gerente de Jornalismo: 9714-0849 / 9268 6287
Márcio Santana - Repórter: 8747-5890
Tatiane Accioly - Repórter: 9401.8363


Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

Mãe Coruja em Condado não inventa roda para desenvolver suas ações. Uni-se ao município através de suas ações e seus equipamentos públicos e da sociedade civil





     Os profissionais do Programa Mãe Coruja em Condado não inventam roda para desenvolverem suas ações. Se unem ao município através de suas ações e seus equipamentos públicos e da sociedade civil. Exemplo desta prática foi que ocorreu no dia 18/09/2014, em Condado, onde foi realizado mais uma ação da Cidadania do CRAS. Dessa vez, foram contemplados todos os cidadãos da comunidade de Diogo, que fica na zona rural, onde a ação foi realizada na Escola Municipal Mínima e lá estava o Programa Mãe Coruja  presente, com seus profissionais no atendimento e esclarecimentos às gestantes, mães e bebês. 
    Durante o dia várias outras ações prestaram seus serviços, como: Corte de Cabelo, Assistência Social, Assistência Psicológica, Pro jovem, Peti, Bolsa Família, Bazar de Roupas distribuídas para a comunidade.
                                                                                                                               

                                                                                                                                                                             
    Matéria: Profissionais do Programa Mãe Coruja em Condado - Josoilma e Nilcilene do Canto e o Ciclo de Educação e Cultura
Revisão: Setor de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana