sexta-feira, 25 de julho de 2014

Em Araçoiaba o Mãe Coruja promove rodas de conversas sobre a exploração sexual infantil, pedofilia, violência e abuso sexual


     Com o intuito de favorecer o combate à exploração sexual infantil, pedofilia, violência e abuso sexual, os Círculos de Educação e Cultura do Programa Mãe Coruja em parceria com os profissionais do Centro de Atendimento à Crianças e Adolescentes (CAA) - Programa Vida Nova, vivenciaram uma tarde muito prazerosa com as mães dos Círculos.    Na ocasião as mães refletiram sobre a importância e necessidade de se ter atenção a tudo o que estiver relacionado à problemática em questão e as atitudes que devem ser tomadas a fim de solucionar ou amenizar os possíveis fatos. Participaram ativamente do encontro expondo suas opiniões e dúvidas, dialogando, realizando as dinâmicas propostas, demonstrando interesse e compreensão mediante a abordagem do tema. Houve ainda, uma exibição de vídeos e de mensagens de reflexão, foi uma tarde produtiva, informativa, esclarecedora e satisfatória para todos.






















Texto dos profissionais Mãe Coruja Araçoiaba revisado pelo Núcleo de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Ao Mestre Ariano

O Mãe Coruja participando das Aulas Espetáculo do mestre Ariano

        O nosso mais sincero agradecimento pela sua trajetória de vida, divulgação e defesa da cultura popular dos brasileiros. Seus ensinamentos norteiam e permanecerão como fonte de compromisso e inspiração das ações do Programa Mãe Coruja Pernambucana. Ela está presente quando valorizamos a sabedoria e o saber das “coisas do povo” – seu jeito de falar, de preparar seus alimentos, de brincar, de festejar, de ninar seus filhos. Seus ensinamentos se misturam nas feiras do agreste e do sertão – entre o barro, a palha, a esteira e os raios de sol; adoçam os nossos corações como um caldo da cana-de-açúcar dos nossos canaviais e nos abraçam no balançar dos altos coqueiros dessa terra resistente, que assim como você, para nós, é imortal ...imortal...

Danièlle de Belli , Núcleo de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja

Ação da “Horta no Quintal” no Mãe Coruja do Ipojuca




         Uma parceria entre o programa Mãe Coruja do Ipojuca e a Secretaria de Agricultura, a ação da Horta no Quintal é desenvolvida quinzenalmente e oferecida desde o final do ano passado. Tem como objetivo mostrar para as mães assistidas pelo programa, como cultivar uma horta saudável em pequenos espaços e estimular a produção de hortaliças para o consumo da família. 

      O ninho Mãe Coruja do Ipojuca-sede recebeu mães e futuras mamães do Programa para entender o passo a passo do cultivo de hortaliças em casa. A didática foi repassada pelo técnico em Agropecuária da Secretaria de Agricultura, Antenor Gomes, que destacou o processo como fácil, prático e gratificante. “Basta usar o que temos ao nosso redor de material reciclável, como garrafa pet, baldes e caqueiras velhas. Materiais que causam danos ao meio ambiente se tornam aliados nessa atividade”, declarou Gomes. A programação está tendo resultados tão positivos que as funcionárias do Mãe Coruja aderiram a prática e já colhem as hortaliças para consumo próprio, além de classificar o plantio como uma verdadeira terapia. A gestante, Juliana Gomes, de 35 anos, moradora de Rurópolis, não perde um encontro. “Em casa já cultivo acelga e o coentro, vou sair daqui levando mais hortaliças para plantar”, comemora.

Matéria: Profissionais do Mãe Coruja do Ipojuca e revisado pelo Núcleo de Comunicação e arte do Programa Mãe Coruja

Aulão de abertura do Módulo II - Criança do Círculo de Educação e Cultura de Santa Terezinha


        Com inicio ás 8hrs no Canto Mãe coruja de Santa Terezinha o aulão do módulo criança contou com a presença de representantes de vários lugares: Escola Municipal José Paulino de Siqueira, Conselho Tutelar, Missionária da Igreja Aliança, Secretaria da saúde, Secretaria de Educação, EREM Santa Terezinha, mães cadastradas no Programa e profissionais do Canto.

     Na abertura houve uma palestra  que frisou a importância de brincar e escolher brincadeiras sadias para as crianças, em seguida, uma apresentação com os alunos do EREM Santa Terezinha em homenagem às Mães presentes, com o tema: Minha Mãe, Minha Amiga. Uma Mãe do Canto contou a história de São João para os participantes, o porque da fogueira e das festividades juninas. Tivemos também uma apresentação feita por uma turma do 1º ano da escola J.P.S sobre as profissões, onde vimos que brincar é importante, mas também temos que estudar para termos um futuro melhor. Aconteceram sorteios de brindes doados pela Secretaria de Saúde, um pula-pula onde as crianças se divertiram e no final, um lanche. O evento foi de grande importância para as pessoas que participaram.
















Texto das Profissionais do Canto Mãe Coruja Santa Terezinha revisado pelo Núcleo de Comunicação e Arte

Oficina sobre Segurança Alimentar no município de Salgadinho


    O Canto Mãe Coruja em Salgadinho proporcionou através do IPA uma oficina de Segurança Alimentar e Nutricional com objetivo de apresentar recomendações relacionadas ao Plano Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional para as mães. A palestra foi realizada por Ana Paula do IPA. Além das Mães cadastradas no programa, estavam presentes o coordenador do Programa Mãe Coruja da II GERES Valmir Correia, a Técnica do IPA Elis Paula, a Técnica do Canto, Lúcia, a professora do Círculo de Educação e Cultura, Camila Morais e a Coordenadora Pedagógica dos CEC em Salgadinho, Izabel Silva PMC.
A oficina aconteceu dia 05 de junho e proporcionou às mães do Programa Mãe Coruja a oportunidade de compreender a importância de uma alimentação adequada.



Texto Produzido pela Coordenadora Pedagógica do  Círculo de Educação e Cultura de Salgadinho Isabel Silva revisado pelo Núcleo de Comunicação e arte do Programa Mãe Coruja

Curso de “Customização de Roupas” em Paranatama



























       O Mãe Coruja de Paranatama foi contemplado com o Curso de “Customização de Roupas” oferecido pela Secretaria de Trabalho Qualificação e Emprego do Estado e ministrado pelo SEST-SENAT, tendo como professora a Sra. Odete Vieira. Todas as participantes ficaram deslumbradas com o curso, pois aprenderam a fazer aplicações em panos de prato, toalhas, roupas, bolsas, etc. No final houve uma confraternização, onde todas as participantes fizeram questão de expor seus trabalhos e agradecer a oportunidade de participar deste curso que tem a finalidade de qualificá-las cada vez mais, ajudando-as a aumentar sua renda.

 
Matéria: Técnicas do Canto Mãe Coruja revisado pelo Núcleo de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja

Técnicos do Canto Mãe Coruja de Cabrobó realizaram atendimentos nas áreas vulneráveis do município

      No último dia 01/07 (terça), os técnicos do canto Mãe Coruja de Cabrobó realizaram atendimentos às gestantes e crianças na Estratégia de Saúde da Família - ESF, localizada no Bairro dos Sem Teto - Sede do município. O objetivo é acompanhar e monitorar as gestantes e crianças cadastradas, sobretudo aquelas residentes em áreas mais vulneráveis, na sede e também no interior do município. A iniciativa foi aplaudida pela ESF, que se dispôs a agendar outros atendimentos para os próximos meses. O técnico do Canto, Mauri Célio Alves Santana, aproveitou para falar às gestantes sobre a importância deste acompanhamento pelo Programa Mãe Coruja. Houve ainda, orientações sobre os cuidados com a gestação e com o bebê nos seus primeiros meses de vida. As atividades do Canto de Cabrobó não pararam por aí. Ainda neste mês de julho, os técnicos fizeram busca ativa e palestras nas localidades de Mãe Rosa (09/07), Murici (11/07), Ilha da Assunção (17/07) e no dia 25/07 acontecerá na Fazenda Alazão. A intenção é levar essa idéia para outros bairros vulneráveis de Cabrobó e ampliar o atendimento que já vem sendo feito na área rural do município.


Texto: técnico do Canto Cabrobó Mauri Célio Alves de Santana, revisado pelo Núcleo de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja


Palestra no Canto Mãe Coruja Maraial sobre a importância das brincadeiras na vida das crianças.


      O Canto Mãe Coruja do município de Maraial vem vivenciando nos Círculos de Educação e Cultura o Módulo ll de sua Jornada Pedagógica, com o tema “CRIANÇA”, momento em que procura desenvolver mecanismos para conscientizar as mães corujas quanto a importância dos cuidados para com seus filhos durante a primeira infância dessas crianças, tentando resgatar o hábito de trocas afetivas entre mãe e filho. Para esclarecer sobre o tema, o Canto Mãe Coruja teve a honra de receber no dia 15 de julho a Psicóloga do CREAS, a Srª Íris Meira, a qual realizou palestra para todos os participantes sobre a importância das brincadeiras na vida das crianças. Houve muita interação por parte das mães, pais e filhos que se fizeram presentes. Os técnicos Corujas vêm buscando também, inserir os pais corujas nas ações desenvolvidas. Foi um momento maravilhoso de muito aprendizado com sorteio de brindes no final.





















Texto: Profissionais do Canto Mãe Coruja Maraial, revisado pelo Núcleo de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja 

terça-feira, 22 de julho de 2014

Em rítmo de copa, Mãe Coruja Casinhas realiza oficina para confecção de enfeites


De 16 a 19 de junho nos Círculos de Educação e Cultura de Vila Nova e Montado, as mães corujas de Casinhas confeccionaram enfeites e adereços inspirados no mascote da copa e conheceram sua história.
Trinta mulheres participaram desta oficina. Elas produziram belos adereços com a ajuda das crianças que participaram com muita alegria e dedicação, pois também se identificaram com o mascote da copa.
A Oficina foi conduzida pela Educadora Cecília Leal, com o apoio das técnicas do Canto e das equipes do CRAS-Montado e USF-Vila Nova.


Texto das Profissionais do Canto Mãe Coruja de Casinhas revisado pelo Núcleo de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja