quarta-feira, 29 de julho de 2015

Lajedo - Mãe Coruja e NASF oferecem orientações sobre aleitamento materno ao grupo de gestantes do PSF Santa Luzia







     Diante de tantas questões que surgem para as futuras mães durante a gestação estão às dúvidas sobre a amamentação, dada a importância desta etapa para a vida do bebê e para o vínculo com o filho. Perguntas como: “será que produzirei leite o suficiente?”; “meu leite é bom?”; “meu bebê vai ter a pega certa para mamar?”; “meu peito vai inflamar, rachar ou sangrar?”. São questões que norteiam o dia-a-dia das gestantes e, nestas horas, a possibilidade de ter um apoio profissional para dar esclarecimentos fez toda a diferença. Amamentar é sempre a melhor opção. Ajuda a perder os quilos ganhos na gravidez e ainda é uma fonte infinita de vitaminas e nutrientes para seu filho crescer forte e saudável.

   O leite materno já vem na temperatura ideal, esterilizado, é de fácil digestão e não dá trabalho para preparar, protege o bebê contra infecções porque contêm os anticorpos da mãe, o risco de contaminação é diminuído, pois vai direto da mama para a boca do bebê, desenvolve e fortalece a musculatura facial, favorecendo o desempenho das funções de sucção, mastigação, deglutição e fala, comenta a fonoaudióloga “Prycilla Inácio” reforça o vínculo mãe-filho, diminui os riscos de alergias que podem ser causadas pela introdução prematura do leite de vaca, entre outros.
     Além disso, do ponto de vista da mãe, o ato de amamentar contribui para diminuir as hemorragias pós-parto, devido à liberação do hormônio ocitocina, que ajuda a contrair o útero. Mães que amamentam também têm mais facilidade para voltar ao peso anterior à gravidez, tanto pela contração do útero quanto pelo gasto calórico do ato de amamentar.
     Os encontros do grupo de gestantes são realizados mensalmente e integram a rotina de atendimento às grávidas assistidas pelos PSF’s do município durante o pré-natal.

    As Técnicas Mãe Coruja, explicou a importância das futuras mães frequentarem o grupo de gestantes e explica que o objetivo do grupo nesse encontro é a promoção e a proteção do aleitamento materno e que, embora receba prioritariamente futuras mães em atendimento, também é aberto a outras gestantes interessadas. 

   Parabéns as técnicas do Programa Mãe Coruja pela parceria e dedicação em prol da nossa população, comenta a enfermeira do PSF Santa Luzia “Milena Pimentel”.



Matéria: Profissionais do Canto e dos Círculos de Educação e Cultura do Mãe Coruja em Lajedo
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana 

terça-feira, 28 de julho de 2015

Curso de Brinquedo com Materiais Recicláveis encanta mulheres em Casinhas



     No período de 07 a 30 de julho o Canto Mãe Coruja Casinhas ofereceu o Curso de Confecção de Brinquedos feitos com material reciclável para quinze mulheres no CRAS, na região rural de Montado. Oferecido pela Secretaria da Micro e Pequena Empresa  Qualificação e Trabalho do Estado e ministrado pela professora Letícia Menezes Nunez, profissional do SEST-SENAT.


    Durante o período do curso algumas mulheres já realizaram diversos brinquedos, alguns deles despertaram o interesse da comunidade para aquisição. Dando abertura à possibilidade de geração de renda.


   Com o apoio da equipe Pedagógica e Técnicas do Canto incentivando as gestantes e puérperas a desenvolverem seus potenciais, muitas mulheres destacaram-se pela beleza e variedades das peças.

























Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Casinhas
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana 

Sertão do Araripe - Reuniões de Monitoramento fortalecem as ações integradas do Programa



   A equipe do Programa Mãe Coruja Pernambucana do Sertão do Araripe recebeu na reunião de monitoramento regional do Programa, realizada neste mês de julho, a participação da extensionista rural Ana Paula G. Silva, articuladora do Instituto Agronômico de Pernambuco – IPA. O encontro teve por objetivo discutir estratégias para impulsionar as ações do IPA no atendimento as famílias acompanhadas no Programa.

    As reuniões de monitoramento fazem parte do processo de trabalho dos profissionais que compõem o Programa, por meio de ferramentas de acompanhamento e avaliação das ações desenvolvidas este espaço possibilita momentos de discussão coletiva para fortalecimento das ações integradas com foco na redução dos índices de mortalidade fetal, infantil e materna, além da melhoria da qualidade de vida das famílias.



Texto: Leonia Carvalho – Coordenadora Regional
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana 



Lajedo- Mãe Coruja e município empenhados no crescimento e desenvolvimento infantil






     O Mãe Coruja através dos Círculos de Educação e Cultura em Lajedo estão vivenciando a temática Primeira Infância com as mães e crianças participantes do Programa, através de leituras, rodas de conversa e produções de cartazes.
     A primeira infância é a fase que compreende desde a concepção do bebê (gestação) até os cinco anos. Para dar mais ênfase ao tema o ACS Cícero, que possui graduação em enfermagem e está cursando pós-graduação em Pediatria, ministrou uma palestra para as mães e as crianças, abordando a importância do acompanhamento do crescimento e desenvolvimento das crianças, do cuidado e da atenção devida às crianças na primeira infância, para que elas cresçam saudáveis e se desenvolvam física, afetiva e socialmente. O palestrante alertou às mães quanto à prevenção de acidentes, ao cuidado com vestimentas impróprias para a idade da criança, brincadeiras fora do contexto da infância, exposição a músicas com conteúdo de duplo sentido, programas de televisão inadequados para a faixa etária da criança, como também deixar a criança aos cuidados de um adulto de comportamento não confiável. A primeira infância é um período muito importante para o desenvolvimento da criança e as experiências dessa época são fundamentais para o resto da vida, mesmo aquelas que acontecem durante a gestação e enquanto o bebê é pequeno, ainda não sabe falar e não tem a memória apurada dos fatos que acontecem a sua volta. A palestra foi um momento de debate, as mães fizeram perguntas, expondo suas dúvidas, assim como ampliação de conhecimentos e informações relevantes para cuidarmos melhor de nossas crianças.



Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Lajedo - Canto: Prycilla Inácio e Nataly Inácio e Professoras dos CECs: Gretiani Xavier e Vanuzia Vicente
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana 



Terezinha – Mãe Coruja promove passeio cultural com educandas dos Círculos de Educação e Cultura ao Festival de Inverno em Garanhuns.




        Foi realizado neste dia 16 de julho  um passeio cultural a cidade de Garanhuns durante o Festival de Inverno pelas estudantes do CEC do município de Terezinha. 

   Durante a visita todas tiveram a oportunidade de conhecer alguns pontos turísticos da cidade: o relógio de flores, o Parque Euclides Dourado e o Parque Ruber Van Der Lin. As estudantes puderam ainda apreciar juntamente com seus filhos o clima cultural proporcionado pelo evento nos espaços dedicados ao circo, ao teatro e a música. 
     O passeio foi marcado por momentos de prazer e descontração onde o grupo demonstrou satisfação em ter participado da viagem.


Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Terezinha
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana 




quarta-feira, 22 de julho de 2015

Parnamirim - Mãe Coruja comemora o São João com muita alegria e tradição


 Viva o São João!




        As bandeiras bem no alto anunciam: Hoje é noite de São João, balões subindo numa noite estrelada, tudo perfeito para uma dança com a namorada, começou a festa junina... Viva o São João!
"O balão vai subindo, vem caindo à garoa, o céu é tão lindo e a noite é tão boa, São João, São João, acende a fogueira no meu coração!"
        O  Mãe Coruja em Parnamirim entrou no clima dos festejos juninos e realizou uma bonita festa, aproveitando o momento para realizar palestra educativa sobre “Aleitamento Materno” um tema muito importante para o público assistido no Programa.
Participaram do evento: Profissionais do Canto e do Círculo de Educação e Cultura, educandas, mães, crianças e gestantes acompanhadas.
      Após a palestra, foi servido um café da manhã ao som de músicas juninas e comidas típicas da região, como: Bolo de milho, bolo de macaxeira, arroz doce, pé-de-moleque, suco de frutas e muito mais. As participantes ganharam material educativo (panfleto) para posteriormente tirarem suas dúvidas através da leitura.




Matéria; Profissional do Canto Mãe Coruja em Parnamirim -  Fabiana Ramos
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana  

Cabrobó - Primeira Infância é já tema de palestra nos Círculos de Educação e Cultura em Cabrobó.



    O  Mãe Coruja através  dos Círculos de Educação e Cultura em Cabrobó estão vivenciando a temática Primeira Infância com as mães e  crianças participantes do Programa, através de leituras, rodas de conversa e produções de cartazes.    A primeira infância compreende desde a concepção do bebê (gestação) até o momento em que a criança ingressa na educação formal. Para dar mais ênfase ao tema a enfermeira Silvia Helena ministrou uma palestra para as mães e as crianças, abordando a importância do cuidado e da atenção devida às crianças na primeira infância, para que elas cresçam e se desenvolvam física, afetiva e socialmente. A palestrante alertou às mães quanto ao cuidado com aquilo que a criança faz ou usa, como: vestimentas impróprias para a idade da criança, brincadeiras fora do contexto da infância, exposição a músicas com conteúdo de duplo sentido, programas de televisão inadequados para a faixa etária da criança, como também deixar a criança aos cuidados de um adulto de comportamento não confiável. A primeira infância é um período muito importante para o desenvolvimento da criança e as experiências dessa época são fundamentais para o resto da vida, mesmo aquelas que acontecem durante a gestação e enquanto o bebê é pequeno, ainda não sabe falar e nem tem a memória apurada dos fatos que acontecem a sua volta. A palestra foi um momento de debate, ampliação de conhecimentos e informações relevantes para cuidarmos melhor de nossas crianças.


Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Cbrobó - Maria Zuleide da Silva e ­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­Rosilene dos Santos - Professoras dos CECs 
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Bom Conselho - Mãe Coruja e IPA realizam roda de conversas com as Mulheres do CEC sobre Alimentação Saudável





    O  Mãe Coruja em Bom Conselho e IPA realiza no dia 15/07/2015 uma roda de conversas sobre Alimentação Saudável. A ação aconteceu com as mulheres cadastradas no CEC do Sítio Lagoa do Jerimum incluindo mulheres, gestantes,nutrizes e crianças.          Contamos com a presença de 11 mulheres, a ação foi realizada no prédio da Associação das mulheres no Sítio Lagoa do jerimum e tivemos como parceiros o IPA, Associação e CEC. A conversa se voltou para alimentação saudável da gestante, nutriz e criança na Primeira Infância, esclarecendo as mesmas sobre a importância de uma alimentação variada rica em nutrientes e minerais; O aumento da ingesta Hídrica; o fracionamento das refeições, bem como incentivo desde a infância a criar bons hábitos alimentares para uma vida inteira saudável.Na ocasião realizamos a distribuição das sementes para incentivo a agricultura familiar.















Matéria: Profissionais do Mãe Coruja em Bom Conselho
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana

São Vicente Ferrer - Mãe Coruja e Coordenadoria da Mulher diz não a violência contra a mulher e fortalece a rede municipal de atenção às gestantes, crianças e suas famílias








     No dia 13 de julho, o município de São Vicente Ferrer recebeu no povoado de Chã do Esquecido o ônibus campanha da luta conta a violência à mulher da Secretaria da Mulher do estado de Pernambuco. Na oportunidade, em parceria com a coordenadoria municipal da mulher e o Programa Mãe Coruja, foram realizadas palestras, orientações socioassistenciais e outras ações educativas que favoreçam a compreensão das relações de caráter violento às mulheres. Foram trabalhados temas como definição das formas de violência doméstica e familiar, dando destaques para as principais agressões que ocorrem no âmbito residencial e atinge principalmente as mulheres. Destacam-se as formas violenta das agressões físicas, morais e psicológicas. 

    O  Mãe Coruja Vicentina, apoia e contribui com iniciativas como essas no município, pois acredita que é na união de esforços que educaremos consciências coletivas de respeito, direitos e cidadania. De modo que, os técnicos e educadores do Programa, vêem em ações como essas, a oportunidade do crescimento da rede de atenção integral às mulheres e fortalecimento dos alicerces dos princípios da intersetorialidade que o Programa objetiva. Assim, parabenizamos os esforços do Governo do Estado de Pernambuco e do município de São Vicente Férrer. E juntos, a proposta foi favorecer os cuidados à gestante, às crianças e suas famílias.


Matéria: Profissionais do Mãe Coruja -  Gerard Silva e Sandra Cavalcanti, Educadores Andréia, Izabel, Joselma, Maria José e Coord. Munic. Da Mulher: Maria Auxiliadora
Revisão: Coordenação de Comunicação e Arte do Programa Mãe Coruja Pernambucana